UTILIZE O CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
GANHE 5% DE DESCONTO E 5% DE CASHBACK EM TODAS AS COMPRAS.
CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
5% OFF + 5% CASHBACK.

Medicamento diurético, clortalidona, hidroclorotiazida, Hydrodiuril


Medicamento diurético clortalidona é associado a sérios efeitos colaterais


Por Steven Reinberg


Pacientes que tomam um diurético muito indicado para baixar a pressão arterial podem evitar sérios efeitos colaterais se o substituírem por outro similarmente eficaz, porém mais seguro, sugere um novo estudo.

O protocolo atual indica a droga clortalidona (talitona) como diurético de primeira linha, mas ele pode ter sérios efeitos colaterais que podem ser evitados com outro diurético, a hidroclorotiazida (Hydrodiuril), dizem os pesquisadores.

"Os diuréticos são reconhecidos como um dos melhores medicamentos para tratar a hipertensão, mas não existem estudos randomizados para ajudar a escolher qual o melhor diurético", disse o principal autor do estudo, Dr. George Hripcsak, chefe de informática biomédica da Universidade de Columbia, na cidade de Nova York.

A hidroclorotiazida é o diurético mais usado no mundo, mas a clortalidona está ganhando espaço por ter uma ação mais longa e, portanto, pode ser mais eficaz, disse Hripcsak.

Por isso, as diretrizes do American College of Cardiology e da American Heart Association recomendam a clortalidona.


[Conheça nossa linha de produtos para incontinência]


Mas o novo estudo descobriu que os pacientes que tomavam clortalidona eram três vezes mais propensos do que aqueles que tomavam hidroclorotiazida a apresentar níveis perigosamente baixos de potássio e outros desequilíbrios eletrolíticos, além de problemas renais.

6% dos pacientes que tomaram clortalidona apresentaram baixo teor de potássio, em comparação com 2% daqueles que tomaram hidroclorotiazida. A taxa permaneceu a mesma, mesmo com doses mais baixas de clortalidona, descobriram os pesquisadores.

"Se você estiver tomando clortalidona, seu médico deverá monitorar cuidadosamente seus eletrólitos e a função renal", disse Hripcsak.

Para o estudo, sua equipe revisou 17 anos de dados sobre mais de 730.000 pacientes tratados para pressão alta.

Embora os dois medicamentos tenham sido igualmente eficazes na prevenção de ataques cardíacos e hospitalização por insuficiência cardíaca e derrame, a clortalidona teve um risco maior de efeitos colaterais, segundo o estudo. Esses efeitos incluem baixo potássio - que pode desencadear ritmos cardíacos anormais, baixo teor de sal - o que pode causar confusão, falência renal e diabetes tipo 2.

Este não é o primeiro estudo a apontar esses efeitos colaterais da clortalidona, disseram os autores do estudo.

"Até que evidências mais fortes indiquem o contrário, acredito que este estudo inclua a escala da hidroclorotiazida para pessoas que tomam diurético para pressão alta", disse o co-autor do estudo, Dr. Harlan Krumholz, professor de medicina da Universidade de Yale, em New Haven.

As diretrizes de tratamento previstas por Krumholz podem mudar de um endosso genérico da clortalidona para uma afirmação mais específica sobre o medicamento que parece mais seguro.
Ele acrescentou que os dois medicamentos parecem igualmente eficazes e baratos. "A boa notícia é que a melhor escolha é o diurético mais comumente prescrito para hipertensão", disse Krumholz.

Os resultados devem levar os pacientes a discutir as opções de tratamento com seus médicos, observou ele.

"A evidência é forte, mas não é um ensaio clínico, então ainda há alguma incerteza. Mas até que haja evidências mais fortes, este estudo representa algumas das melhores informações que temos - e favorece a hidroclorotiazida", disse Krumholz. 

Gregg Fonarow, professor de cardiologia da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, disse que, porque este estudo analisou os dados, não é possível provar que um medicamento é melhor ou mais seguro que o outro.

Felizmente, disse Fonarow, um grande estudo randomizado comparando esses medicamentos está em andamento com um plano para inscrever 13.500 pessoas com pressão alta. Os resultados são esperados para 2022.

De qualquer forma, a principal ação que as pessoas com pressão alta devem fazer é manter suas leituras sob controle, disse Fonarow.

"É fundamental que indivíduos com pressão alta atinjam e mantenham as metas recomendadas de pressão arterial com um ciclo de medicamento adequado aliado a mudanças no estilo de vida", ele recomendou.

O relatório foi publicado on-line em 17 de fevereiro de 2020 na JAMA Internal Medicine.



ARTIGOS RELACIONADOS
Incontinência urinária: como reeducar a sua bexiga?
Tipos de incontinência urinária: como diferenciar?
Como aferir corretamente sua pressão em casa

Aproveite e conheça nossa loja de Produtos para Saúde
  • Máscara de Proteção lavável - 3 un. Mash - Branco

    Por: R$ 32,60

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Grande - Longa

    Por: R$ 71,75

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Grande - Longa

    Por: R$ 71,75

    Comprar
  • Meias Cardinal Antiembólicas T.E.D - Até o Joelho - Extra G. Grande - Longa

    Por: R$ 71,75

    Comprar
  • Fralda para Incontinência Adulto Molicare Premium Super Plus M 30 un - Hartmann

    Por: R$ 175,98

    Comprar